Sindicatos, entidades e frentes parlamentares lançam campanha nacional em defesa do Banco do Brasil

Livreto para Parlamentares-01-02-v2.indd

A campanha Articulação Nacional contra o Desmonte do Banco do Brasil foi lançada pelo Sindicato dos Bancários de Brasília e entidades representativas de funcionários em parceria com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE), a Frente Parlamentar Mista em Defesa da Soberania Nacional, da qual o deputado Patrus Ananias (PT-MG) é secretário-geral, e a Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Bancos Públicos.

Durante ato público virtual (12.03) foi divulgada a cartilha com o intuito de conscientizar a sociedade sobre a importância do Banco do Brasil e a contribuição da instituição para o desenvolvimento do país ao longo dos seus quase 200 anos.

A publicação demonstra a relevância do BB na concessão de créditos para a agricultura familiar e para os pequenos e médios empreendedores. O texto destaca que o BB responde por 80% do montante destinado à agricultura familiar, financiando os Programas Nacionais de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp) e de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), fundamentais para o controle dos preços dos alimentos e o emprego no campo.

Em relação aos empreendedores é essencial fortalecer soluções como o Programa Nacional de Microcrédito Produtivo Orientado e o Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte, e neste sentido a atuação dos bancos públicos mostra-se fundamental para mitigar as diferenças regionais. Micro e pequenas empresas respondem por mais da metade dos empregos com carteira assinada gerada no Brasil.

Para o deputado Patrus Ananias, que segue determinado em sua atuação em defesa do Banco do Brasil, a luta contra a privatização tem duas dimensões: a primeira de cunho mais afetivo – desde sua infância, em sua terra natal, Bocaiúva, no norte de Minas Gerais, pôde testemunhar os impactos positivos na vida e na produção dos pequenos e médios agricultores, e das pequenas e médias empresas; décadas mais tarde, à frente dos ministérios do Desenvolvimento Social e Combate à Fome e do Desenvolvimento Agrário comprovou a efetividade de programas como o Pronaf e o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) no desenvolvimento da agricultura familiar e no combate à fome.

As entidades e a frentes parlamentares conclamam os brasileiros à luta contra o desmonte e a privatização do BB e de todos os bancos públicos, por atingir os funcionários, os clientes e toda a sociedade. O desmonte do BB já se concretiza por meio do fechamento de agências e pontos de atendimento, sobretudo nos municípios menores, aumentando o desemprego e encolhendo a circulação de dinheiro entre a população.

“Iremos ao encontro da sociedade, das lideranças políticas em todos os níveis – municipal, estadual e nacional -, dos comerciantes, dos produtores rurais, dos industriais e de todo o setor produtivo, com envolvimento dos bancários e bancárias de toda a categoria, de trabalhadores das estatais e de demais segmentos, da cidade e do campo. Mas é o funcionalismo do BB o fermento da nossa mobilização e da nossa luta”, afirma o presidente do Sindicato dos Bancários de Brasília, Kleytton Morais.

A cartilha está disponível aqui e nos sites das entidades que promovem a campanha: Sindicato dos Bancários de Brasília, Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), Associação dos Aposentados e Funcionários do Banco do Brasil (AAFBB), Associação Nacional dos Funcionários do Banco do Brasil (ANABB), Associação Nacional dos Funcionários do Banco do Brasil (ANABB), Federação das Associações de Aposentados e Pensionistas do Banco do Brasil (FAABB).

Clique aqui para fazer o download da cartilha em PDF: Livreto para Parlamentares-FINAL 10_3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *