Por que é necessário adiar o Enem

ADIAENEM

O coronavírus atinge mais duramente os pobres. Os que não têm casa para ficar ou espaços minimamente adequados para bem acolher todos os integrantes da família; os que não têm recursos para assegurar a boa alimentação ou ter em casa nesses dias de provação acesso aos bens da cultura – livros, música, filmes. Falta-lhes o direito de acesso aos bens e serviços básicos da vida.

A Educação é uma política pública fundamental. Atua nas duas pontas: é um direito fundamental da pessoa humana desde o início de sua existência, direito individual que se articula com os direitos das famílias e das comunidades. Ao mesmo tempo a Educação é um bem público essencial ao desenvolvimento das nações e afirmação de suas soberanias e projetos nacionais históricos.

A Educação, além de promover a expansão das potencialidades de cada ser humano, é um instrumento imprescindível para assegurar a efetiva igualdade de direito e oportunidades; instrumento que promove a justiça social e o bem comum.

O coronavírus explicita desigualdades no campo da Educação. Os filhos das classes sociais mais abastadas podem receber as lições em casa, têm espaços e equipamentos adequados: computadores, celulares, facilidades de acesso a textos, livros e pesquisas.

Não é o que acontece com os estudantes pobres. Muitas vezes vivem apertados em casebres que se superpõem nas comunidades pobres. A grande maioria não tem acesso aos equipamentos modernos que possibilitam o ensino a distância.

Por estas e outras razões os exames do Enem devem ser transferidos para tempos posteriores à pandemia. Caso contrário, estaremos tornando a Educação em instrumento para aumentar entre nós as enormes injustiças e desigualdades, privilegiando os estudantes filhas e filhos das classes ricas.

Queremos Educação a serviço da expansão das possibilidades individuais e coletivas da gente brasileira. Sem discriminações ou privilégios, como já ensinava o saudoso Anísio Teixeira. Como ensinaram também, entres outros, Darci Ribeiro e Paulo Freire, este o Patrono da Educação Brasileira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>