Justiça: como colher um fruto sadio sem resolver a raiz da árvore?

Primeiro, está claro que essa discussão busca um atalho. Como a PEC 410 é flagrantemente inconstitucional, o que se procura é um outro caminho para inviabilizar a maior liderança política do país sob o pretexto de se tornar a lei mais rápida e mais efetiva.

Segundo, a necessidade de combater a violência é real, mas “defender a vida” contrariando os preceitos constitucionais criados para protegê-la é uma aberração sem sentido.

E terceiro, como colher um fruto sadio sem se atacar o problema que existe na raiz da árvore? Esse é o grande problema deste debate. A morosidade da justiça não se instala a partir de um ponto específico, ela vem desde a base. Uma reforma para tornar a justiça mais eficiente tem que começar pela primeira instância.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>