O Lançamento da Frente Parlamentar em Defesa da Soberania na imprensa

Brasil 247 – “Liderada pelos parlamentares Roberto Requião (PMDB-PR) e Patrus Ananias (PT-MG), a Frente Parlamentar pela Soberania Brasileira quer se contrapor às medidas tomadas pelo atual governo sobre a gestão dos recursos naturais e sobre a linha adotada pela política externa; de acordo com o documento assinado por mais de 200 deputados e 18 senadores, tais medidas são “atentatórias à soberania do Brasil”. O ato de lançamento dessa campanha acontecerá no dia 21 de junho”

Matéria completa em https://www.brasil247.com/pt/247/brasil/301955/Parlamentares-criam-frente-pela-soberania-brasileira.htm

Jornal GGN - Na próxima quarta-feira (21), mais de 200 deputados e 18 senadores irão lançar a Frente Parlamentar Mista em Defesa da Soberania Nacional. O objetivo da frente é unir os parlamentares contra medidas adotadas pelo governo de Michel Temer e que são consideradas um atentado à soberania do Brasil.

Entre as medidas criticadas, estão o desmonte da Petrobras, o esvaziamento da indústria nacional, a permissão da venda de terras para estrangeiros, a internacionalização de serviços públicos como saúde e educação e a abertura do Brasil ao oligopólio internacional de insumos agrícolas, além da adoção de uma política externa classificada como submissa.

Em sua comissão executiva, a Frente Parlamentar conta com os senadores Roberto Requião (PMDB-PR) e Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) e os deputados Patrus Ananias (PT-MG),  Glauber Braga (Psol-RJ), Celso Pansera (PMDB-RJ), Afonso Motta (PDT-RS) e Odorico Monteiro (PSB-CE).

Matéria completa em http://jornalggn.com.br/tag/blogs/frente-parlamentar-em-defesa-da-soberania-nacional

VIOMUNDO – “Com  o apoio de 200 deputados federais e 18 senadores e a presença dos ex-ministros Luiz Carlos Bresser-Pereira e Celso Amorim, será instalada nesta quarta-feira (21/06) a Frente Parlamentar Mista em Defesa da Soberania Nacional.

Proposta pelo deputado federal Patrus Ananias (PT-MG), é uma resposta às medidas atentatórias à soberania nacional que vêm sendo tomadas pelo governo do usurpador Michel Temer e seus aliados.

“Toda vez que temos uma crise, querem vender o Brasil ao capital internacional. Estão fazendo isso outra vez”, denuncia Patrus.

“Queremos que os brasileiros saibam e debatam o entreguismo a que o governo, seus patrocinadores e seus aliados estão submetendo o país, argumenta.”

Matéria completa em http://www.viomundo.com.br/voce-escreve/nesta-quarta-a-largada-da-frente-em-defesa-da-soberania-nacional-os-brasileiros-precisam-saber-do-entreguismo-do-governo-diz-patrus.html

O Congresso Estadual do PT mostra um partido vivo e com saldo extremamente positivo

  • Sobre o Congresso Estadual do PT, preparando para o Congresso Nacional em junho: “mostramos aqui claramente, mais uma vez, que o saldo do PT no poder é imensamente positivo. Reduzimos a pobreza, expandimos a participação popular, invertemos prioridades para governar para todos e especialmente para os mais pobres. O PT está vivo e nosso compromisso é levar ele cada vez mais de volta a seus ideais fundacionais

Deputado Patrus no 6o Congresso Estadual do PT

No 6o Congresso Estadual do PT, deputado Patrus fala sobre as conquistas sociais, nas últimas décadas, do modo modo petista de governar em Belo Horizonte e no Brasil e reafirma o compromisso com os mais pobres e com um país mais justo para todos os brasileiros:

https://www.facebook.com/patrusananias13/videos/1427569670640837/

O PED do PT ontem e os Encontros Municipais para o futuro

Ontem, foi realizado o Processo de Eleições Diretas (PED) do PT no plano municipal. Em Belo Horizonte, tivemos eleições tranquilas e boa participação.
Minha expectativa é que já na próxima eleição, no lugar do PED, tenhamos Encontros Muncipais. Encontros para que se possa discutir propostas, possibilidades.
Cada vez mais estou convencido de que a democracia direta tem muitos aspectos positivos, mas a democracia participativa é o caminho ideal. Com maior número de pessoas, é no debate que nascem os melhores projetos.
Assim fizemos em Belo Horizonte, com o Orçamento Participativo presencial, que trouxe tantas conquistas e alegrias à nossa capital mineira. Assim queremos também com as próximas eleições do PT, para que projetos possam nascer e evoluir também dentro de cada processo eleitoral.
PED Belo Horizonte

Conferência Magna no Curso de Psicologia da PUC Minas São Gabriel

Amanhã, às 9h, Patrus realiza a Conferência Magna do curso de Psicologia, no campus São Gabriel da PUC Minas, analisando “A Atual Conjuntura Brasileira e o impacto das reformas”.

Patrus Puc marco conferencia magna

Carta às amigas e aos amigos de Belo Horizonte

Belo Horizonte é uma cidade profunda e amorosamente presente em minha vida – nas idas e vindas entre Bocaiúva, onde nasci, e a capital. Em 1972, aprovado no vestibular da Faculdade de Direito da UFMG, me transferi definitivamente para a cidade dos mais belos horizontes.
Aqui vivi os anos de chumbo e participei intensamente das lutas que foram iluminando o caminho da construção do Estado Democrático de Direito; a intensa advocacia trabalhista sempre ao lado dos trabalhadores e seus sindicatos; a construção heróica do Partido dos Trabalhadores.
Em Belo Horizonte constituí a minha família; criamos, Vera e eu, os nossos filhos; vi chegar com os olhos do encantamento os nossos netos; estabeleci profundas relações de amizade.
Vereador, fui o relator da Lei Orgânica de Belo Horizonte, um trabalho inesquecível: construímos democraticamente as normas que disciplinariam o presente e apontariam o caminho do futuro à população da esplêndida e libertária cidade.
Com a Frente BH Popular e o apoio das pessoas comprometidas com a expansão da democracia e com a justiça social, ganhamos as eleições e assumimos a Prefeitura de nossa cidade. Fizemos um trabalho inesquecível; o orçamento participativo; as políticas públicas voltadas para as crianças e adolescentes; os restaurantes populares; os avanços na moralização do transporte coletivo e tantas outras realizações nas áreas da educação, da saúde e da cultura – trabalho reconhecido pela população que seguiu com os nossos sucessores Célio de Castro e Fernando Pimentel.
Em 2002 foi a eleição para deputado federal, quando Belo Horizonte me deu uma votação que guardo comovido, no coração e na memória. No Governo Lula, veio o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, outra experiência para guardar sempre do lado esquerdo do peito!
Em 2012 disputei novamente a Prefeitura atendendo apelos da população e do nosso partido…Fui à luta! Fizemos uma boa campanha, afirmamos valores, princípios e compromissos. A votação foi digna, expressiva. Não ganhamos.
Já em 2014, reeleição à Câmara Federal. Assumi em 2015 o Ministério do Desenvolvimento Agrário. Foi um desafio bom, instigante no pouco e difícil tempo que durou. Aprofundei o diálogo com as organizações e movimentos ligados à terra. Sofremos o golpe!
Retomei o mandato de deputado federal nessa quadra difícil, incerta, desafiadora da vida brasileira.
É neste contexto em que estamos vivendo que pessoas amigas, queridas, comprometidas, defendem mais uma vez a minha candidatura à Prefeitura da nossa capital.
Quando se trata de Belo Horizonte, não deixo por menos: vou fundo em mim mesmo e na busca de uma compreensão mais elaborada da conjuntura em que estamos mergulhados. Pensei, refleti, rezei; ouvi pessoas. Madurei uma conclusão difícil, sofrida, mas verdadeira comigo mesmo e, até onde posso perceber, com a realidade nacional.
A crise que o nosso país atravessa parece-me muito delicada, complexa. Ainda não fomos capazes de bem analisá-la e compreendê-la. Mas tudo indica que teremos uma difícil travessia.
Nesta hora grave da história nacional, reafirmo o meu amor sempre crescente por Belo Horizonte, mas reafirmo, sobretudo, o meu amor pela grande e querida pátria brasileira. O meu coração, neste contexto, sem deixar de acolher a nossa BH, está batendo por todos os recantos do Brasil.
Quero colocar a minha experiência, leituras e reflexões a serviço da pátria quando vejo o seu futuro ameaçado por poderosos interesses econômicos dissociados do projeto nacional. Se o Brasil perder o rumo, os nossos estados e municípios sofrerão de imediato as consequências do desacerto nacional.
Em suma – e aqui peço o carinho e a compreensão de todos: o meu coração e os territórios da minha racionalidade estão me indicando os caminhos mais vastos do Brasil, onde Belo Horizonte se situa como um ponto especial e luminoso.
Desta vez é a convocação da pátria que se impõe, não em função de cargos ou projetos pessoais, mas em estar disponível, presente para ajudar o Brasil a construir o que ainda não tivemos, e realizar o projeto de uma nação soberana, capaz de se defender e se impor no concerto das nações, economicamente forte, socialmente justa e acolhedora, saudável do ponto de vista ambiental, a serviço da sua gente, comprometida e aberta às gerações futuras.
Belo Horizonte, a primeira grande capital que puxou o Brasil para dentro, que abriu caminho para os sertões brasileiros, que tanto me ensinou a amar o Brasil, com certeza não terá ciúmes.
Estarei junto com meu partido trabalhando nos próximos meses pela eleição de nossos candidatos à Câmara de Vereadores e à Prefeitura de Belo Horizonte. E disposto a contribuir também nas lutas dos companheiros e das companheiras que irão às urnas em outros municípios.

Patrus Ananias

Manifestações “Fora Temer” mostram resistência ao golpe

patrus manifesto ptManifestações de repúdio ao governo de Michel Temer marcaram os primeiros dias após a votação do Senado que definiu o afastamento da presidenta Dilma Rousseff. Cidades como São Paulo, Brasília, Belo Horizonte e Rio de Janeiro tiveram os maiores atos.
Neste domingo (15), em São Paulo, milhares de manifestantes marcharam contra o presidente interino Michel Temer. O ato, marcado pela presença feminina, teve, além de manifestações contra o golpe, cartazes e protestos contra a falta de representatividade feminina no ministério imposto pelo presidente do golpe.
Em Brasília, também na tarde deste domingo, a Frente das Trabalhadoras e Trabalhadores do Serviço Público em Defesa da Democracia se reuniu na rua para discutir ações de oposição ao governo provisório.
Em Curitiba (PR), estudantes foram às ruas em ato chamado nas redes sociais.
Em Belo Horizonte (MG) manifestantes pediram o impeachment do presidente interino, Michel Temer, na Praça da Liberdade.

Da Redação da Agência PT de Notícias, com informações do Brasil 247 e Jornalistas Livres

http://www.pt.org.br/manifestacoes-fora-temer-mostram-resistencia-ao-golpe/

Patrus entrega apartamentos a 300 famílias em BH

Trezentas famílias realizaram hoje (08) o sonho da casa própria ao tomarem posse de seus apartamentos no Residencial Pinheiros, localizado na Rua Olaria do bairro Diamante, na região metropolitana do Barreiro, em Belo Horizonte (MG). A cerimônia foi presidida pelo ministro Patrus Ananias, do MDA, e contou com a participação do prefeito Márcio Lacerda, do superintendente regional da Caixa Econômica Federal, Ademir Losekann, representantes da delegacia estadual do MDA, da prefeitura e do governo de Minas Gerais, e mais de 1,2 mil pessoas, entre idosos, adultos e crianças que serão beneficiadas diretamente pelo empreendimento do programa Minha Casa, Minha Vida. Continuar lendo

Este não vai ser o país do ódio

Patrus Ananias

Este não vai ser o país do ódio. Ninguém vai nos tirar das ruas de Belo Horizonte.

Estive há pouco na Cervejaria Bar Brasil, um bar tradicional de BH, com minha esposa Vera, Carlão Pereira e sua esposa Jussara. Estávamos ali conversando entre amigos, sendo tratados com toda a gentileza pelos garçons. Pagamos a conta e levantamos para sair quando um homem em uma mesa próxima à porta começou a gritar, fazendo acusações de corrupção e levantando um daqueles cartazes – “Fora PT, Fora Dilma”…

Me aproximei e pedi 30 segundos para conversarmos. Ele retrucou que iria me “conceder 10 segundos”. Respondi que colocasse num papel e assinasse todas as acusações sem provas em relação a mim, que amanhã mesmo eu entraria com uma ação contra ele. Então a conversa mudou, com ele dizendo que “eram acusações em relação ao PT”. Uma câmera já estava posicionada desde o início, esperando para flagrar o momento “espontâneo”.

Algumas mesas ao redor, articuladas a essa primeira, começaram a ampliar o barulho, tentando nos intimidar. Não arredamos pé. Respondemos às acusações sem fundamento, exigimos respeito, mantivemos a firmeza. O acusador da primeira mesa rapidamente foi embora em silêncio, enquanto nós permanecemos ali.

Tivemos uma conversa altiva e buscamos negociação e diálogo, como convém a uma sociedade democrática. Fizemos isso porque ninguém vai nos tirar das ruas e dos bares de BH. Nenhuma reação de uma manifestação organizada, travestida de espontânea, vai nos intimidar e limitar nosso direito de sentar com os amigos e a família em um bar numa tarde de domingo em qualquer cidade.

Porque este não vai ser o país do ódio generalizado, mesmo que esse seja o sonho de tantos que não conseguiram vencer democraticamente.

Este não vai ser o país onde se toma o poder pela força, usando mentiras e calúnias sem fundamento.

Este não vai ser o país onde quem grita mais alto tem razão. Este vai continuar sendo o país da democracia, de quem sabe ouvir, compreender e debater.

 

Dois dias em Minas Gerais

Muita prosa e muita esperança

20769288311_6283a75ea0_b

        Nos últimos dias 19 e 21 de agosto estive, com a alegria de sempre, em Belo Horizonte, nas nossas Minas Gerais. Lá, em visita oficial como ministro do Desenvolvimento Agrário, participei de três atividades, das quais faço rápido relato aqui nesse espaço. Continuar lendo