Programa Future-se tem vício de origem e deve ser arquivado

Durante audiência promovida pela Comissão de Educação da Câmara, na quinta (15), entidades e parlamentares criticaram o programa Future-se editado pelo governo Bolsonaro.

Todos sugeriram o arquivamento da proposta por vício de origem. Os segmentos reclamam da ausência de discussão sobre o tema e, na avaliação da maioria dos debatedores, a proposta abre caminho para a privatização do ensino superior do País.

Patrus Ananias, com os deputados Pedro Uczai (PT-SC), Alencar Santana Braga (PT-SP) e Natália Bonavides (PT-RN), subscreveram o requerimento que deu origem à atividade. O debate foi proposto pelos parlamentares Professora Rosa Neide (PT-MT), Margarida Salomão (PT-MG) e Waldenor Pereira (PT-BA).

Link para matéria original: https://ptnacamara.org.br/portal/2019/08/15/programa-future-se-tem-vicio-de-origem-e-deve-ser-arquivado-afirmam-entidades-e-parlamentares

Patrus homenageia Diva Moreira no Carnaval de BH

 

Patrus participou neste carnaval do desfile da Escola de Samba Raio de Sol, na terça-feira à noite, na avenida Afonso Pena. A homenageada da escola foi a cientista política e lutadora social Diva Moreira, de 62 anos, natural de Bocaiuva e uma das grandes referências de Belo Horizonte na luta pela liberdade racial e pela educação. A escola levou para o desfile o enredo “Uma vida, uma luta, um sonho de Dandara, um poema pela Educação”, louvando os 55 anos de militância política de Diva.

Além do desfile, Patrus teve a alegria de participar também do almoço oferecido aos bocaiuvenses na casa de dona Diva Moreira. A relação do deputado Patrus com Diva é histórica, na militância do Partido dos Trabalhadores e nas lutas pela Educação e pela Cultura.

53224053_2210006025730527_1710377657985662976_o 53484814_2210005915730538_7673740152761483264_n

Patrus no Encontro Estadual do Diálogo e Ação Petista

Rumo ao 7º Congresso Nacional do Partido dos Trabalhadores, no Encontro Estadual do Diálogo e Ação Petista, realizado no último sábado em Belo Horizonte, tive a chance de contribuir com alguns pontos para reflexão sobre a realidade política e social e sobre as estratégias para enfrentar o novo regime político que se materializa no (des) governo Bolsonaro.

Betao e Patrus

À mesa de debate, com companheiros de longa trajetória, o advogado Luiz Eduardo Greenhalgh, o deputado estadual Betão, Gilson Lírio, do Diálogo e Ação Petista, e Sumara de Oliveira, da Executiva Estadual do PT, relembrei o passado histórico de espoliações, a partir do pau-brasil até o minério de ferro, a ausência do Estado, a concentração brutal da terra e a política de exclusão social, características do processo civilizatório brasileiro.

 

52933332_2195144033883393_4873347271619510272_n

Temos que trabalhar a formação política, dialogar com os pobres, com os trabalhadores e trabalhadoras, desempregados, jovens; com as universidades, igrejas, movimentos sociais e classe média assalariada. Definir os limites do capital é fundamental e urgente em face de ações criminosas como a da Vale, crimes cometidos contra trabalhadores, contra a vida e contra o meio ambiente. O que realmente é importante para garantirmos o Estado Democrático de Direito?

A recente medida contra os movimentos sociais contida em correspondência enviada pelo ouvidor agrário nacional, coronel do Exército João Miguel Souza Aguiar Maia de Souza, aos superintendentes regionais do Incra, soma-se aos ataques à democracia.

primeira mesa

Mesa de abertura contou com a presença dos vereadores Pedro Patrus, presidente da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Câmara Municipal de Belo Horizonte, Arnaldo Godoy, presidente do PT-BH, Ivo José, Carlos Magno e Gilson do MST.