Indicado por Patrus e bancada do PT, FNPE vence o Prêmio Darcy Ribeiro 2019

Em votação na Comissão de Educação da Câmara, hoje (14/08), foram indicados três vencedores do Prêmio Darcy Ribeiro 2019, entre 10 finalistas : o Fórum Nacional Popular de Educação (FNPE), indicado pelo deputado Patrus Ananias (PT/MG) e pelos demais deputados do PT que fazem parte da Comissão; Jayse Antônio da Silva Ferreira, educador pernambucano, e a União Nacional dos Dirigentes Municipais (Undime).

68564563_2473663759364751_214928353994473472_n

O Prêmio Darcy Ribeiro de Educação, regulamentado em 2000, consiste na entrega de diploma de menção honrosa e medalha com a efígie de Darcy Ribeiro a três pessoas e/ou entidades, cujos trabalhos ou ações mereceram especial destaque na defesa e promoção da Educação no Brasil.

A premiação será concedida às entidades e ao educador no dia 29 de outubro, no Salão Nobre da Câmara dos Deputados.

Sobre os premiados

O Fórum Nacional Popular de Educação (FNPE) é uma articulação inovadora, plural e representativa que reúne mais de 35 entidades nacionais do campo educacional e se mobiliza em defesa da educação. O Fórum é um espaço coletivo e democrático de construção de políticas educacionais.

O educador pernambucano Jayse Antônio da Silva Ferreira faz parte do Conectando Saberes, grupo com quase 400 educadores. O professor desenvolveu o projeto “Eu sou uma obra de arte – Etnias do mundo” para valorizar a diversidade racial na escola. O educador recebeu o Prêmio Professores do Brasil, em 2014 e 2017, concedido pelo Ministério da Educação. Atualmente, o professor trabalha nas redes estadual e municipal, onde dá aulas para quase 500 estudantes, entre 14 e 18 anos.

A União Nacional dos Dirigentes Municipais (Undime) é uma entidade nacional que congrega os dirigentes municipais de educação. Fundada em outubro de 1986, é uma associação civil sem fins lucrativos, sendo autônoma. Por meio da Undime, as secretarias municipais de Educação estabelecem redes de intercâmbio de informações e experiências.

Patrus é homenageado pela UFMG por seu apoio à universidade

Recebi hoje, com muita emoção, homenagem da reitora da UFMG, Sandra Goulart Almeida, pelo apoio à instituição.

O reconhecimento foi estendido aos parlamentares da bancada mineira, que como eu destinaram recursos para a UFMG. Segundo a reitora, são esses recursos que permitiram fechar as contas em 2018. Para além das emendas, considero as universidades um espaço essencial para o desenvolvimento nacional. Todo meu apoio à Educação e à Pesquisa, públicas e de qualidade. 61932243_2346349922096136_6595161027355082752_n 61657911_2346349808762814_2119126354061426688_n 61720611_2346350208762774_3065146923104075776_n

DEFENDER A UNIVERSIDADE É DEFENDER A SOBERANIA BRASILEIRA

A soberania do Brasil está estreitamente vinculada à capacidade de produção de conhecimento, ao ensino de qualidade, público e gratuito. Com esta motivação, encontrei-me com a reitora da UFMG, professora Sandra Regina Goulart Almeida, nesta sexta-feira (15.03), para estreitar parceria e reiterar o compromisso do mandato com a defesa da universidade pública.

Compromisso que se materializa nos investimentos já feitos na UFMG, por meio de emendas parlamentares de minha autoria. Somente em 2019, foram encaminhadas emendas no valor de R$ 1 milhão e 320 mil, destinadas a obras de infraestrutura e fomento a ações de graduação, pós-graduação, ensino, pesquisa e extensão. Em 2018, os valores alcançaram R$ 400 mil, e no ano anterior, 2017, somaram R$ 650 mil.

As universidades públicas estão sendo duramente atingidas por medidas do governo federal, entre elas, o Decreto nº 9.725, de 12 de março de 2019, que extingue 21 mil funções comissionadas e gratificadas; e o Protocolo de Intenções para investigar supostos indícios de corrupção no MEC, assinado pelos ministros da Justiça e Segurança Pública, e Educação, em 14 de fevereiro. A chamada “Lava Jato da Educação”.

54190773_2220338411363955_6531187695639592960_n

O encontro contou com a participação do vereador de BH, Pedro Patrus, do vice-reitor, Alessandro Fernandes Moreira, e da diretora de Cooperação Institucional, Ana Flávia Machado.