Patrus LULA Ananias: na luta por #LulaLivre

O deputado Patrus Ananias pediu ontem à presidência da Câmara que passe a chamá-lo de PATRUS LULA ANANIAS. A incorporação do nome de Lula ao nome parlamentar oficial foi requerida por todos os 60 deputados da bancada do PT, em solidariedade ao ex-presidente e em protesto contra a prisão dele.

Nesta terça-feira a bancada também realizou manifestação no plenário reclamando a imediata libertação de Lula. Patrus participou também desse ato da campanha “Lula Livre”.

DadpU6FW4AEIz6f

O protesto, com faixas e cartazes, foi antecedido de reunião em que o PT e outros partidos de oposição anunciaram a decisão de obstruir os trabalhos da Câmara e de amplificar a denúncia de arbitrariedades e ilegalidades praticadas contra Lula pelo Judiciário.

Na Comissão Especial formada para debater a privatização do setor elétrico a obstrução das oposições começou há mais tempo – e continuou ontem, graças também à ausência da base governista. A comissão se reuniu mas não teve quórum para votar nenhum dos 106 requerimentos pendentes de decisão. Em discurso durante a sessão, o deputado Patrus Lula Ananias reiterou as críticas que vem fazendo à privatização e à desnacionalização do setor elétrico.

30688810_1759730870758047_7940258520044142592_n

A agenda de Patrus ontem incluiu ainda a participação em ato da Frente Parlamentar de Segurança Alimentar e Nutricional. A frente e o Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional entregaram carta ao presidente da Câmara recomendando, entre outras medidas, o aprimoramento do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) que apoiava a agricultura familiar e que o governo golpista está esvaziando.

Patrus valorizou e fortaleceu o PAA no Ministério do Desenvolvimento Agrário e está lutando pelo programa na Câmara e na Secretaria Agraria Nacional do PT.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>