Patrus anuncia frente pela soberania para debater que país queremos para as futuras gerações

Em entrevista ao Programa Ponto a Ponto, da página do Facebook PT na Câmara, na quinta-feira (22/08), o deputado Patrus Ananias (PT-MG) anunciou o relançamento da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Soberania Nacional, no dia 4 de setembro, na Câmara dos Deputados, para “mobilizar a sociedade brasileira no debate amplo, democrático e plural sobre o país que nós queremos e o país que nós queremos deixar para as gerações futuras”.

“Quando nós falamos de soberania, nós estamos pensando primeiro em preservar e ampliar essa independência do Brasil, preservar o nosso território, nossas riquezas, nossos recursos naturais, a água, um bem fundamental”, explicou o deputado, que é secretário-geral da Frente.

Patrus chamou a atenção para a privatização do patrimônio do povo brasileiro, destacando a venda da Eletrobras, já anunciada pelo atual governo, e que “aponta na perspectiva de privatização das águas”.

“Preservar as nossas riquezas, do solo e do subsolo, garantir esse patrimônio para as gerações presentes e futuras, é a defesa que a frente vai levar para todo Brasil”, afirmou o deputado.

patrussoberania-1440x581

Patrus criticou a entrega da Petrobras, “uma empresa nacional, que é orgulho do povo brasileiro, exatamente no momento em que estamos nos tornando autossuficientes, com o pré-sal, quando poderíamos dar um salto extraordinário, vinculando estes recursos, como estava previsto, para a educação, para a saúde”.

Sobre o Acordo da Base de Alcântara (MA), assinado entre o Brasil e os Estados Unidos, e aprovado esta semana na Comissão de Relações Exteriores da Câmara, Patrus disse que esse acordo “ fere profundamente a soberania nacional”.

“Tem setores no Brasil que, infelizmente, querem que o Brasil se torne uma boa colônia dos Estados Unidos. Nós estamos entregando Alcântara, que é um território brasileiro, dos melhores do mundo. O Brasil não vai investir em pesquisas, somente os Estados Unidos estarão investindo. E a questão de Alcântara está ampliando, com suspeitas crescentes da entrega da nossa Amazônia”, alertou Patrus.

Sobre os incêndios na Amazônia, que preocupam o país e o mundo, Patrus disse que a Amazônia está ameaçada e criticou as declarações de Jair Bolsonaro, que responsabilizou as ONGs pelos incêndios.

“Infelizmente, o Brasil tem hoje um presidente que é um provocador. Como ONGs vão por fogo na Amazônia? Nós sabemos muito bem quais são os interesses, a quem interessa por fogo na Amazônia. O que vem depois do fogo? São as pastagens, a expansão da criação de gado. Então, sabemos perfeitamente quem está por trás disso”, sinalizou Patrus.

O deputado descreveu a estratégia de comunicação política de Jair Bolsonaro: “Ele lança essas teses, uma atrás da outra, para que nós fiquemos falando sobre elas, e esqueçamos a nossa responsabilidade de construirmos a pátria que nós queremos e merecemos”.

E concluiu: “Ele cumpre esse papel de ficar provocando enquanto, silenciosamente, os interesses econômicos, imperialistas, de nações poderosas, como os Estados Unidos, vão agindo e se apropriando do Brasil. Vão entregando as riquezas do nosso país, falando da pátria e do Brasil, mas continuam prestando continência à bandeira dos Estados Unidos, como se o senhor Trump fosse de fato o presidente do Brasil. E é o grande mentor do atual presidente do país”.

Publicado em https://www.viomundo.com.br/politica/patrus-anuncia-frente-pela-soberania-para-debater-que-pais-queremos-para-futuras-geracoes.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>