É tempo de luta. Democrática e vigorosa

No retorno a Brasília, Patrus afirma: É tempo de luta. Uma luta democrática, mas vigorosa.

Estamos no meio de um golpe, para desmontar os direitos sociais dos brasileiros, especialmente dos mais pobres. O modo como aconteceu a prisão de Lula mostra a arquitetura do golpe – para impedir que ele se candidate e que ele retome esse caminho de desenvolvimento com JUSTIÇA e INCLUSÃO SOCIAL.

Patrus: Prenderam Lula para que ele não possa ser presidente novamente

“Estamos vivendo um golpe, um golpe contra as conquistas sociais que tivemos nos governos do PT.

Agora prendem Lula, o melhor presidente que este país já teve, a maior liderança popular do país. Todos aqui sabemos da integridade, da dignidade, da honestidade do presidente Lula. Prendem para que ele não possa ser presidente novamente.

Mas nós vencemos a ditadura uma vez. Vencemos e, mais dia menos dia, vamos vencer eles novamente!!”

Patrus em Curitiba participa de atividades por #LulaLivre

 

Uma reunião da Comissão Executiva Nacional do PT e mais um ato no Acampamento Lula Livre formam a agenda que o deputado Patrus Ananias cumpre nesta segunda-feira, em Curitiba.

Patrus chegou à capital do Paraná na tarde de domingo. Em discurso a militantes e dirigentes de partidos, entidades e movimentos sociais, reunidos em acampamento próximo à sede da Superintendência da Polícia Federal, Patrus reafirmou sua solidariedade ao ex-presidente Lula, preso desde sábado, e também aos militantes atacados pela Polícia Federal e pela PM do Paraná na noite de sábado.

30415262_1757625730968561_3005261713059610624_n 30415663_1757625610968573_8581643569951932416_n

A repressão policial à militância que protestava contra a prisão deixou nove manifestantes feridos. Ontem um juiz de Curitiba proibiu manifestações diante do prédio da Policia Federal, mas os movimentos sociais e entidades que apóiam Lula impetraram Habeas Corpus para garantir a manutenção do Acampamento Lula Livre.

Patrus discursa no ato #LulaValeAPena na Praça Sete, em BH

“Em 1968 nós tivemos um tipo de ditadura. Hoje, nós temos um outro tipo – inclusive com a participação do legislativo e do judiciário.

Somos nós que representamos a esperança. Nós estamos aqui pelos nossos filhos, pelos nossos netos”

Patrus participa de mobilização no centro de BH por #LulaLivre

Matéria completa em: http://www.otempo.com.br/capa/pol%C3%ADtica/mobilização-no-centro-de-bh-1.1593703

“A maior liderança política a discursar foi o deputado federal e ex-ministro de Lula, Patrus Ananias. Ele destacou que o país vive uma sequência de retrocesso que atinge não só os direitos do povo brasileiro, mas também atacam as lideranças políticas.

“Vivemos um golpe com suporte do legislativo. Vivemos um desmonte de direitos sociais e agora um desmonte das próprias lideranças políticas com esse ataque ao ex-presidente Lula que está sendo preso por um processo sem provas e com uma rapidez na tramitação muito diferente do prazo normal processual”, afirmou Patrus.

30126929_1754959167901884_6961847794441125888_n 30124026_1754958964568571_7457615156453834752_n

Ele também destacou que é preciso resistir e mostrar que o povo não aceita esse processo. “É importante essa mobilização, é preciso resistir, de forma rigorosa, mas pacífica colo estamos fazendo aqui e em São Bernardo do Campo. Do jeito que estão acontecendo as coisas, estamos em ameaça até de não termos eleições”, afirmou.

30123761_1754959101235224_1643628278453370880_n

Patrus apóia projeto que institui Dia Nacional das Tradições de Matrizes Africanas e Nações do Candomblé

Favorável à aprovação, na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, do projeto que institui o Dia Nacional das Tradições das Raízes de Matrizes Africanas e Nações do Candomblé, o deputado Patrus Ananias recebeu, nesta terça-feira, o deputado Vicentinho (PT-SP), autor da proposta.

Vicentinho pediu o apoio de Patrus para que a CCJ dê prioridade à votação do projeto, já aprovado pela Comissão de Educação da Câmara.

Patrus é o relator da proposta, apresentou seu parecer no ano passado, mas o plenário da CCJ ainda não se manifestou. Se instituído, o Dia Nacional das Tradições das Raízes de Matrizes Africanas e Nações do Candomblé será celebrado em 30 de Setembro.

29595095_1745382715526196_253207184830168502_n