O desenvolvimento nacional, o exemplo do Japão e o grande nacionalista Barbosa Lima Sobrinho

Dentro do planejamento de atividades da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Soberania Nacional, terminei recentemente a releitura de um livro essencial para discutir a questão dos interesses nacionais e da criação de um projeto nacional diante dos dilemas impostos pela entrada do capital estrangeiro.

“Japão: O Capital se faz em casa”, escrito por Barbosa Lima Sobrinho, expoente do nacionalismo brasileiro, retrata o modelo de desenvolvimento adotado com enorme êxito pelo país asiático: por um lado, a aposta no desenvolvimento interno, com o fortalecimento das bases industriais e comerciais nacionais; por outro, a entrada de capital estrangeiro através de empréstimos, para que o país pudesse escolher em quais áreas estratégicas alocar tais recursos.

É nessa direção que pensamos o projeto de país que começa a se formar com os trabalhos da Frente em Defesa da Soberania: estímulo à economia nacional, incentivo a micro, pequenos e médios empresários, foco em desenvolvimento regional/territorial, apoio e estímulo ao cooperativismo e à agricultura familiar.

Precisamos trabalhar as potencialidades das diversas regiões, suas características comuns, estimulando a integração e a sinergia entre elas. E realizar isso em uma ação ampla que traga também a sociedade, os movimentos sociais, e que estimule, a partir disso, empreendedores regionais e apoio às iniciativas locais, à economia solidária e a novas formas de produção.

Na mesma direção, precisamos manter a nacionalização dos serviços básicos. O capital que chega de fora busca apenas sua própria ampliação, seu lucro, que grande parte das vezes retorna ao exterior. Em serviços básicos é necessário um cuidado ainda maior com o o planejamento de longo prazo, com a criação e fortalecimento da estrutura de base, com a qualidade e segurança no atendimento aos brasileiros.

japao

Também é esse o pensamento legado por Alexandre José Barbosa Lima Sobrinho, que foi candidato a vice-presidente na bonita e simbólica “anti-candidatura” de Ulisses Guimarães à presidência do país pelo MDB, em 1973, afrontando a ditadura no poder. Era um pernambucano discreto, aguerrido, homem tolerante e um democrata nacionalista que realmente gostava do Brasil.

Aqui em Minas, o governador Fernando Pimentel tem feito encontros frequentes nas microrregiões do Estado, reunindo lideranças políticas locais, lideranças sociais e empresariais, buscando um caminho de desenvolvimento que vai nessa mesma direção que buscamos para todo o Brasil.

Na Assembleia Legislativa de Minas Gerais, no dia 28 de agosto, faremos o lançamento oficial da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Soberania Nacional em MG. Será o momento ideal para debatermos juntos um modelo de desenvolvimento nacionalista para nossa Minas e para todo o país, respeitando e valorizando a diversidade e o potencial de cada uma das regiões.

Patrus participa da Conferência Regional de Assistência Social em Montes Claros

Em Montes Claros com auditório cheio, o deputado Patrus falou nesta manhã para mais de 500 pessoas na Conferência Regional de Assistência Social.

Em sua fala, ele relembrou a criação do SUAS, Sistema Único de Assistência Social, durante sua gestão no Ministério do Desenvolvimento Social, no governo Lula. E também defendeu vigorosamente a criação de Políticas Públicas duradouras e estratégicas para cada área relacionada aos direitos de cidadania – a Assistência Social, a Saúde, a Educação, a Cultura – e a necessidade de integração contínua dessas políticas.

Junto dele na mesa, estavam Rosilene Rocha, Secretária de Estado de Desenvolvimento social Trabalho e Renda; André Quintão, Deputado Estadual referência na Área de assistência Social; Soledade Queiroz, Representante da Regional Norte da SEDESE; Aurindo Ribeiro, Secretário Municipal de Assistência Social de Montes Claros, representando o Prefeito Humberto Souto; Suedi Botelho, Secretário dos fóruns regionais; e Geisiane Lima, Vice-Presidente do CEAS – Conselho Estadual da Assistência Social.

Em Bocaiúva, Patrus reencontra amigos e familiares e fala sobre emendas para a cidade

Em Bocaiúva, Patrus teve encontro com amigos, familiares e apoiadores. Foi um momento importante para reencontrar os amigos da terra natal e os familiares na cidade onde tudo começou, logo depois de realizar uma entrevista na Rádio Clube Bocaiúva.

O deputado Patrus apresentou emendas parlamentares para Bocaiúva que trouxeram R$ 400 mil para Secretaria Municipal de Saúde e R$ 29 mil especificamente para o Centro de Saúde do Bonfim.

Em sua conversa com os amigos e familiares, o deputado se manifestou como o único deputado federal, entre os 5 mais votados em Bocaiúva, que votou contra Temer na votação de quinta-feira no Congresso.

20604253_1519008094830327_6981823010566414524_n

Encontro com o prefeito de Montes Claros, Humberto Souto

Temas essenciais de Montes Claros, como a Cultura, foram discutidos no encontro com o Prefeito da cidade, Humberto Souto. Ressaltando a lógica republicana, Patrus colocou seu mandato à disposição para ajudar no que for bom para a cidade, para a população e para a juventude.

Como sempre, a conversa com o prefeito Humberto Souto foi pautada pelo grande respeito mútuo e por uma grande abertura para o diálogo.

20663668_1519022981495505_6770392554656425564_n

Encontro com o Levante Popular da Juventude de Montes Claros

Nesta manhã, o deputado Patrus se reuniu com o Levante Popular da Juventude no Assentamento Estrela do Norte, próximo a Montes Claros. Em sua fala, Patrus fez uma análise da conjuntura política do país, apontando quais são, neste momento, as dificuldades para a democracia e para o combate à desigualdade no Brasil, dando como exemplo o desmonte das políticas sociais pelo governo golpista.

20621072_1518994688165001_3892495602775768845_n

 

No encontro, Patrus ressaltou a importância dos jovens ali estarem reunidos num sábado de manhã para iniciarem um fim de semana inteiro discutindo política brasileira e pensando a conjuntura nacional – a beleza de jovens mobilizados na contramão do senso comum para pensar os rumos do futuro para um Brasil mais justo.

20622127_1518994731498330_2064097658717481981_n

 

20637814_1518994781498325_8847809630997759050_n

Deputado Patrus vota para que Temer seja investigado pelo STF

Na noite de ontem, o deputado Patrus votou contra o arquivamento das acusações e a favor do prosseguimento da investigação contra o “presidente” Michel Temer pelas denúncias de corrupção apresentadas contra ele pela Procuradoria-Geral da República.

“As acusações que pesam contra Michel Temer são gravíssimas. Elas saem do campo das acusações e entram no campo das provas. Provas visíveis, provas audíveis.”

#InvestiguemTemer
#ForaTemer #OTemerNãoCompensa

 

Suas: história pautada em ações de democracia social e cidadania

O Sistema Único da Assistência Social (Suas) do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) completou 12 anos em julho. Sua implementação foi marcada pela publicação da Política Nacional de Assistência Social – Norma Operacional Básica, em 2005. Governo Lula. Vivia-se o início de uma nova era de superação da extrema pobreza no país e de garantia de direitos.

“Muitos, às vezes e ainda, confundem a assistência social com clientelismo, assistencialismo, caridade ou ações pontuais, que nada têm a ver com políticas públicas e com o compromisso do Estado com a sociedade”, explica Patrus Ananias, que esteve à frente do MDS de 2004 a 2010.

Suas, Cras e Creas

Além de promover o acesso a benefícios e assistenciais sociais, o Suas é responsável pela criação de Centros de Referência da Assistência Social (Cras) e Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas).

No Cras, as pessoas têm acesso a benefícios, como o Bolsa Família, a cursos de capacitação ou ao serviço de fortalecimento de vínculos. No governo Lula, o número de Cras cresceu em 278% –  passando de 1.978 para 7.482 em 5.541 municípios.

Já nos Creas são disponibilizados serviços voltados a famílias e indivíduos em situação de violência física, psicológica, sexual, tráfico de pessoas, entre outras. Existem 2.434 Creas no país.

Assista ao vídeo, onde Patrus Ananias, durante Conferência da Assistência Social, em BH, fala das conquistas sociais na capital mineira, que se estenderam pelo país:

 

https://www.facebook.com/patrusananias13/videos/1484328258298311/

 

TAGS: Patrus Ananias_Suas_MDS_Conferência Assistência Social_Cras

Plenária do #MandatoPatrus em BH – Julho de 2017

A Plenária do #MandatoPatrus aconteceu no último sábado na Escola Sindical 07 de Outubro, em Belo Horizonte. Foi momento de rever amigos apoiadores, pensar em conjunto, debater a situação atual e as perspectivas para o próximo ano, entendendo mais a fundo o que nos levou ao Golpe e quais os caminhos para barrar as falsas “reformas” em votação, sendo votadas literalmente a toque de caixa.

IMG-20170715-WA0014

Momento de reflexão, de luta e de ganhar forças para o presente e para os enfrentamentos futuros. É na força desses encontros que se faz um mandato participativo e popular!

IMG-20170715-WA0021 IMG-20170715-WA0041 IMG-20170715-WA0033

 

 

 

Na CCJ, Patrus discursa pela aceitação da denúncia contra Temer

Mais cedo, antes da vergonhosa decisão dos deputados da CCJ de rejeitar o parecer favorável ao prosseguimento da denúncia contra Temer, após inúmeras trocas de deputados e de favores para garantir maioria favorável, o deputado Patrus discursou na Comissão, a favor do prosseguimento dessa denúncia muito bem fundamentada, com provas fartas:

“O fato concreto, que devemos considerar à luz do Direito vinculado à Política com P maiúsculo, é que o senhor Michel Temer está impossibilitado de governar o Brasil. O país está com um vácuo, um vazio na Presidência da República, porque o senhor que a ocupa hoje não faz outra coisa que não seja se defender das gravíssimas acusações que pesam contra ele.

Se, por um equívoco, esta Casa não acolher, nesta comissão e no plenário, a denúncia do senhor Procurador-Geral da República, nós estaremos nos colocando contra o povo brasileiro, porque hoje há um claro litígio entre o senhor Michel Temer e todos os níveis da sociedade brasileira – os movimentos sociais, as igrejas, os empresários efetivamente comprometidos com um projeto nacional, a juventude, as trabalhadoras e os trabalhadores. Michel Temer é um presidente que não pode aparecer em nenhum lugar do país porque não será bem recebido; que não tem mais nenhuma interlocução com nenhum segmento da sociedade brasileira.

Temos que considerar que, enquanto o senhor Temer estiver no poder, o Brasil estará sangrando nas mãos de um senhor que ocupa ilegitimamente a Presidência da República e que não tem nenhuma interlocução com o país. E nós sabemos que, pelo menos, mais duas denúncias já estão a caminho. Então, nós estaremos com o país paralisado, com o país absolutamente impossibilitado de desenvolver as suas potencialidades. Nós estaremos vivendo uma crise política, econômica, social – que já é gravíssima, com 14 milhões de desempregadas e desempregados -, uma crise ética, moral, uma crise das instituições.

Então, a nossa expectativa e o nosso desejo, em nome da pátria brasileira, é que esta comissão e o plenário da Câmara se coloquem em sintonia com o povo brasileiro.”