Patrus encontra, escuta e alerta apoiadores na Regional Norte de BH

PATRUS ENCONTRA, ESCUTA E ALERTA APOIADORES NA REGIONAL NORTE DE BH

Duas horas e meia de conversa – das crises do Brasil aos problemas locais – marcaram o encontro de Patrus com líderes comunitários, dirigentes e militantes do PT e militantes sociais no Jardim Felicidade, bairro de 23.000 pessoas na Regional Norte de BH

38149356_1896651030399363_6680183899298988032_n

Patrus, acompanhado pelo coordenador de sua pre-campanha a deputado federal, Pedro Patrus, conversou, por exemplo, com dirigentes da Associação Comunitária do Bairro Jardim Felicidade (ABAFE), como a presidente Paula, e com militantes e líderes do diretório zonas Norte do PT, como a presidente Sumara Ribeiro.

No encontro da Regional Norte de BH, como nos outros dois eventos do fim de semana nas cidades de Piumhi e Capitólio, Patrus criticou a parcela do eleitorado que cogita não votar nas eleições deste ano, reagiu à onda de descrédito na politica e alertou contra o crescimento do voto manipulado – o voto de cabresto.

38072227_1896650910399375_596155157335506944_n

 

38020261_1896651167066016_4976448713179267072_n

Patrus se encontra com jovens da CEBs em Piumhi

A manhã de hoje foi com os jovens das Comunidades Eclesiais de Base em Piumhi, no sudoeste mineiro, no Encontro das Juventudes das CEBs de Minas Gerais!

#JornadasPorMinas #ComunidadesEclesiaisdeBase
37919664_1893512704046529_4203002240782303232_n 37938265_1893512767379856_1813200214433988608_n 37886245_1893512830713183_3847262263002005504_n

A Marília Campos, toda minha solidariedade e apoio

A escalada de intolerância que nossos adversários políticos vêm protagonizando em Belo Horizonte, em Minas, no Brasil, ATINGIU ONTEM nossa amiga e combativa deputada estadual Marilia Campos.

Ela foi agredida durante panfletagem na Praça Sete em defesa da liberdade do presidente Lula. Meu TOTAL APOIO e minha INTEGRAL SOLIDARIEDADE A MARÍLIA E AOS MILITANTES PETISTAS que tem ocupado espaços para denunciar a prisão política e injusta de Lula.

SIGAMOS NAS RUAS!!
Por Lula Livre e pela democracia!

11130189_365793820278561_401358698837619285_n

Livro internacional exalta combate à fome no Governo Patrus

O Governo Patrus, iniciado há 25 anos, continua vivo na memória do povo de Belo Horizonte – e além dela também. Prova disto, chega às livrarias em agosto o primeiro livro do experiente pesquisador norte-americano Michael Jahi Chappell que, ao analisar as experiências já praticadas contra a fome em todo o planeta, exalta o exemplo que o governo liderado por Patrus desenvolveu a partir de 1993.

Editado pela Universidade da Califórnia Press, vendido até agora apenas pela internet e ainda sem tradução para o Português, o livro se chama Começando a acabar com a fome – Alimentos e o meio ambiente em Belo Horizonte, Brasil, e além (Beginning to end hungerFood and the environment in Belo Horizonte, Brazil, and beyond).

M. Jahi Chappell, especialista em agroecologia e em segurança alimentar, destaca e detalha a experiência da capital mineira para demonstrar que é possível construir, mesmo no capitalismo, um sistema alimentar mais justo e sustentável. Ele observa que a política executada pela Prefeitura de Belo Horizonte foi diferente das abordagens tradicionais do combate à fome porque “focou particularmente” em garantir acesso à alimentação, em vez de enfatizar excessivamente a produção.

“Concentrar-se em quanto alimento é produzido e em como podemos produzir mais é, na maioria dos casos, o foco errado”, afirma o pesquisador.

9780520293090

O estudo lembra que o Governo Patrus criou a Secretaria de Abastecimento, chamada no atual governo de Secretaria de Segurança Alimentar e Nutricional, e que sua política produziu resultados excepcionais. Chappell cita exemplos:

- redução de 60% na hospitalização infantil devida à desnutrição e nas taxas de mortalidade infantil para menores de 5 anos;

- a mortalidade infantil em bebês com menos de um ano caiu mais de 70%.

- nos primeiros quatro anos, uma das áreas mais pobres da cidade viu a mortalidade infantil cair drasticamente de 66,8 para 26,3 por mil nascidos vivos, alinhando-a com o resto da cidade.

De acordo com Chapell, “os programas de Belo Horizonte redefiniram os padrões nacionais e internacionais para instituições que regem o direito à alimentação”.

O pesquisador cita o Restaurante Popular, que Patrus encontrou fechado há seis anos e reabriu em 1994, como um dos aspectos mais visíveis e populares da estratégia alimentar de Belo Horizonte. E acentua também o que chama de empoderamento de produtores e consumidores de alimentos.

37282152_1873099992754467_3955235679239143424_n

O apoio à agricultura urbana e aos produtores rurais do entorno de BH, lembra o estudo, aumentaram a disponibilidade de alimentos frescos e saudáveis e, onde foi criada uma relação direta com os agricultores, os intermediários foram cortados, melhorando a renda agrícola e reduzindo o preço dos alimentos na cidade.

M. Jahi Chappell é PhD em Ecologia e Biologia Evolutiva pela Universidade de Michigan. Trabalhou em universidades dos Estados Unidos e do Canadá. De 2012 a 2013, atuou como diretor associado do Centro de Pesquisa Social e Ambiental da WSU Vancouver. Em 2013, passou a atuar como diretor de Agroecologia e Política Agrícola e, em seguida, cientista sênior de uma ONG, o Instituto de Política Agrícola e Comercial, quando encabeçou uma carta aberta ao Secretário-Geral da FAO que ajudou a solidificar o compromisso da instituição com a agroecologia. Foi consultor da Vía Campesina, da FAO e do World Future Council.

 

Lobby do agronegócio DENUNCIADO

“Os deputados Patrus e Nilto Tatto (PT-SP) protocolaram ontem (18) uma representação na Procuradoria Geral da República para apurar possíveis conflitos de interesses envolvendo o governo federal e as multinacionais Basf, Syngenta, Nufarm e Bayer CropScience, gigantes do agronegócio que atuam no Brasil.

Na ação, os parlamentares pedem apuração de denúncia feita em reportagem do site Intercept Brasil, do dia 13 de julho de 2018, que revelou a viagem de 9 servidores do Ministério da Agricultura, Anvisa e Ibama para participar nos Estados Unidos de um evento ocorrido em março passado e organizado por uma consultoria que trabalha para grandes fabricantes de pesticidas — vários deles com negócios no Brasil.

[…] De acordo com os parlamentares, a viagem pode ter violado as normas éticas na administração pública e possivelmente prejuízos ao erário.”

Matéria completa em: https://ptnacamara.org.br/portal/2018/07/18/basf-syngenta-nufarm-bayer-e-governo-temer-poderao-sofrer-investigacao-por-possivel-conflito-de-interesse-na-liberacao-de-agrotoxicos/

ato-agrotoxico-850x491

Patrus participa da Semana Rosiana 2018, em Cordisburgo

Leitor de Guimarães Rosa desde a adolescência — e atualmente na 5ª leitura de “Grande Sertão: Veredas” —, Patrus voltou hoje a Cordisburgo, terra do escritor, para participar da 30ª Semana Rosiana.

O evento reúne anualmente estudiosos e admiradores de Guimarães Rosa em saraus, oficinas, leituras, caminhadas e palestras. A edição deste ano tem como tema o livro “No Urubuquaquá, no Pinhém”.

Escritor e diplomata, João Guimarães Rosa nasceu em 27 de junho de 1908. Morreu em 19 de novembro de 1967, 3 dias depois de tomar posse na Academia Brasileira de Letras. Além de “Grande Sertão: Veredas”, escreveu “Sagarana”, “Corpo de Baile”, “Manuelzão e Miguilim” e “Tutaméia”.

37400351_1878174828913650_4288232873179217920_n
Patrus em mesa com o professor Bernardo da Mata Machado.

Patrus visita o CRAS de Cordisburgo: R$ 200 mil em emendas

Patrus visitou o Centro de Referência de Assistência Social (Cras) de Cordisburgo, que inaugurou em junho de 2010, quando era ministro do Desenvolvimento Social e Combate à Fome do governo Lula.

O deputado segue apoiando o Cras na Câmara: a sua emenda ao orçamento federal destinou R$ 200 MIL para o centro!

As propostas apresentadas por Patrus em 2017 e 2018 estão favorecendo a população de quase 50 MUNICÍPIOS, especialmente em serviços de saúde e de assistência social.

37361121_1878179858913147_4431121289746317312_n