Energia não é um bem de mercado, é um setor estratégico ao desenvolvimento do país

Em entrevista ao programa “Câmara Hoje”, Patrus analisa a aprovação do texto principal do projeto que permite a privatização de 6 distribuidoras de energia sob controle da Eletrobras.

“É a venda de um bem estratégico para a soberania, para que o país decide seus próprios rumos de desenvolvimento”, diz. “Além disso, é a venda das águas. Tudo isso entregue a um capital internacional que busca o lucro, mas o lucro para seus próprios países de origem.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>