Encontro no Acaba Mundo aponta dificuldades da comunidade

Regularização dos terrenos, ampliação da creche, o retorno do campeonato de futebol e recuperação ambiental por meio de técnicas agroflorestais são alguns dos projetos da comunidade da Vila Acaba Mundo, na região centro-sul de Belo Horizonte.

“A preservação da natureza, das águas, este bem da vida, é fundamental” – deputado Patrus Ananias

“A preservação da natureza, das águas, este bem da vida, é fundamental” – deputado Patrus Ananias

Na manhã de sábado (05.02), representantes da comunidade falaram sobre a luta para preservar as águas e recuperar a área com plantio de árvores frutíferas, a necessidade de ampliar a creche Terra Nova e ainda o retorno da prática de futebol para beneficiar crianças e jovens. O encontro, que aconteceu bem ao lado do Córrego Acaba Mundo, contou com as presenças do deputado federal Patrus Ananias e do vereador Pedro Patrus.

“A creche precisa de mais uma sala, 10 crianças ficaram de foram por falta de vagas e as mães não têm como trabalhar”, disse Kênia Margarida Ferreira Gomes, que integra o Conselho de Pais da creche. Outras mães também presentes completaram informando que são crianças na faixa de 1 ano de idade, que precisam de cuidados e atenção constantes.

Outra dificuldade dos moradores é a regularização dos terrenos e casas. A vila é uma das comunidades mais antigas da capital, sua ocupação se deu a partir do início das atividades da mineradora Lagoa Seca, na década de 1940. Encravada entre os bairros Sion, Belvedere e Mangabeiras, a Vila Acaba Mundo está em uma das áreas mais nobres da cidade, e por esta razão é alvo de muitos interesses.

“A creche é fundamental e é uma construção coletiva. Acompanho a questão da regularização e a comunidade precisa ficar atenta e unida, é uma área nobre, tem o interesse de empresas, muita gente quer isto aqui, para a especulação imobiliária,”, disse o vereador. A ação coletiva de usucapião foi ajuizada em 2017, pela Defensoria Pública, e atinge cerca de 600 famílias.

“O que a gente planta hoje, a gente não vai colher, mas vai ser para os nossos filhos e netos”, disse D. Chica, moradora pioneira da comunidade. O projeto, em andamento, prevê a ocupação de mil metros quadrados com horta e o plantio de árvores frutíferas, este mais avançado. O grupo à frente do projeto agroflorestal conta com a promotora de agroecologia Déa Adey Barbosa Silva, também moradora, que lembrou a importância da educação ambiental.

 

Moradora e promotora de agroecologia fala sobre a horta e plantio de árvores frutíferas

Moradora e promotora de agroecologia fala sobre a horta e plantio de árvores frutíferas

“A preservação da natureza, da água, este bem da vida é essencial”, ressaltou Patrus Ananias. Ele lembrou o seu trabalho, como prefeito de BH na década de 1990, e de Vera Victer à frente de ações que levaram às creches comunitárias e escolas públicas alimentos saudáveis, livres de agrotóxicos. “Este trabalho promoveu a integração de creches à política publica de segurança alimentar, mas precisamos construir juntos, o que me lembra a experiência do Orçamento Participativo. Em uma assembleia em que a comunidade precisava decidir qual obra era prioritária, entre posto de saúde, escola e campo de futebol, preferiram o último. Ficou claro para mim a importância que o espaço tinha e foi construído o campo de futebol”, contou Patrus.

O deputado, na época que foi vereador de BH apresentou projeto, atualmente incorporado na Lei Orgânica do Município, que impede o uso de áreas ocupadas por campos de futebol para outros fins. “Porém não foi o que vimos acontecer na cidade”, analisou o deputado.

A comunidade precisa ficar atenta e unida, muita gente quer isto aqui, para a especulação imobiliária” – Vereador Pedro Patrus

O encontro reuniu antigas e novas lideranças da comunidade, moradores voluntários nos projetos e moradores de bairro limítrofes, todos interessados em buscar soluções para problemas e desafios comuns aos moradores das grandes cidades brasileiras, especialmente das periferias – moradia, educação, acesso à água, ao lazer, ao esporte, à alimentação de qualidade, entre outros. “As questões relacionadas com a nossa vida são questões políticas e são resolvidas por meio da política”, finalizou o deputado Patrus Ananias.

ACABAMUNDO

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>