CPI de Brumadinho: o poder econômico e o silêncio

Muito curioso como as coisas acontecem. Esta semana, alertei engenheiros ouvidos na CPI que seu comportamento isentando a Vale de responsabilidade traz para eles próprios a culpa da tragédia, como autores dos laudos que se provaram falhos e irresponsáveis.

Pois na última sessão, os engenheiros da TUV SUD, empresa alemã que atestou a segurança da barragem, chegaram com habeas corpus para a CPI. Permaneceram em silêncio diante das perguntas que investigam a responsabilidade pela tragédia criminosa que matou quase trezentas pessoas.

A cada dia minhas dúvidas vão se tornando certeza. Estamos tratando com uma empresa poderosa, que compra o silêncio e a omissão de pessoas. Mas isso não vai nos desanimar! Iremos até as últimas consequências em nome da justiça e da reparação pelo crime cometido pela Vale.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>