Lobby do agronegócio DENUNCIADO

“Os deputados Patrus e Nilto Tatto (PT-SP) protocolaram ontem (18) uma representação na Procuradoria Geral da República para apurar possíveis conflitos de interesses envolvendo o governo federal e as multinacionais Basf, Syngenta, Nufarm e Bayer CropScience, gigantes do agronegócio que atuam no Brasil.

Na ação, os parlamentares pedem apuração de denúncia feita em reportagem do site Intercept Brasil, do dia 13 de julho de 2018, que revelou a viagem de 9 servidores do Ministério da Agricultura, Anvisa e Ibama para participar nos Estados Unidos de um evento ocorrido em março passado e organizado por uma consultoria que trabalha para grandes fabricantes de pesticidas — vários deles com negócios no Brasil.

[…] De acordo com os parlamentares, a viagem pode ter violado as normas éticas na administração pública e possivelmente prejuízos ao erário.”

Matéria completa em: https://ptnacamara.org.br/portal/2018/07/18/basf-syngenta-nufarm-bayer-e-governo-temer-poderao-sofrer-investigacao-por-possivel-conflito-de-interesse-na-liberacao-de-agrotoxicos/

ato-agrotoxico-850x491

Patrus acusa de humanocida a indústria de agrotóxicos

A indústria da morte e seus aliados no Congresso Nacional ameaçam tentar outra vez, na semana que vem, avançar mais um passo na tentativa de favorecer a venda de agrotóxicos no Brasil.

Querem aprovar o projeto de lei 6299, já aprovado no Senado, que praticamente LIBERA a produção e o uso de venenos agricolas no pais. Integrante da Comissão Especial que discute a proposta na Câmara, Patrus se opõe vigorosamente à aprovacao, como fez nesta semana ao falar pela bancada do PT.