Segurança alimentar: uma conquista civilizatória

Segurança alimentar: uma conquista civilizatóriamerenda_escola

 

Muito vivas e presentes em nossa memória, recentes ainda do ponto de vista histórico, as multidões famintas das regiões mais áridas do País, nas ruas das cidades, nos campos e nas estradas, sempre que ocorriam secas mais prolongadas. Há quatro anos que as chuvas andam escassas e ariscas nos sertões do polígono das secas. A dura estiagem afetou preços agrícolas e ameaça a segurança hídrica das grandes cidades. Mas não se vê pelas estradas as levas de retirantes famélicos nem há notícia dos saques efetuados sob o impulso incontrolável do estado de necessidade, que eram a maneira como estávamos acostumados a ouvir as vozes da seca.

Continuar lendo